antevisão

Algumas esperanças para 2010

Por em 25 Jan 2010
Feita a síntese do que se passou em 2009, é altura de fazer alguns votos para 2010. São as já habituais esperanças para o novo ano. Alguns por editarem discos novos, outros por ser o ano da sua divulgação, outros ainda baseado num mero desejo de maior fulgor. Sem esquecer alguns dos nomes da selecção do ano passado, não confirmados na totalidade, como Zelig, Löbo ou Ela não é francesa ele não é espanhol – por motivos diferentes, a lista deste ano reza assim (por ordem alfabética):

Colorbeat
Com um ano de 2009 marcado por um EP homónimo e pela presença nos Novos Talentos FNAC 2009, 2010 merece ser o ano do grupo da Amadora. Merece mesmo.

fato/feto
Vencida a edição de 2009 do Festival de Música Moderna de Corroios,  o 2010 dos eborenses fato/feto será marcado pela edição de dois EP. Mais rock português a considerar.

Guta Naki
Embalados pela vitória no Restart Resound Fest 2009, os lisboetas Guta Naki podem bem vir a ser uma das boas surpresas de 2010; tudo num pop-rock de base electrónica e feições alternativas.

Headstone
A cumprir quatro anos de existência em 2010, e um EP editado em 2009, o grupo portuense prepara-se para enfrentar 2010 com um primeiro álbum. As amostras não deixaram dúvidas.

Long Way to Alaska
Sem levantar excessiva poeira, o final de ano seria marcado pela edição de “Melodies to greet sunrise and feed sunset”, um belo EP de quatro faixas a marcar a estreia dos Long Way to Alaska. Vamos ouvir falar deles em 2010. Certamente.

Nubila
Vencedor do concurso Jovens Criadores 2009, Nubila é um novo projecto de electrónica/dubstep de Marco Miranda (M-Pex; guitarra eléctrica e programações) e Pedro Gonçalves (teclados e programações).

Orelha Negra
Estou convencido que “Lord” foi apenas o primeiro grande single; “Blessed” o segundo e que 2010 vai ser preenchido com o grande groove dos Orelha Negra.

Paus
Aconteça o que acontecer, vamos estar à espera do EP de estreia dos Paus e de ver em palco a poderosa dupla de bateristas Joaquim Albergaria e Hélio Morais. Ponham-se a pau!

Tigrala
Vai ser o ano de Tigrala. Tem de ser. O grupo junta Norberto Lobo e Guilherme Canhão ao percussionista mexicano Ian Carlo Mendoza. Vai ser um ano Tigrala. Só pode.

You Can’t Win, Charlie Brown
Com apenas um ano de vida, coroado com a participação nos Novos Talentos FNAC 2009, 2010 verá chegar o EP de estreia dos You Can’t Win, Charlie Brown. E com ele a confirmação de mais um interessante projecto nacional.

foto de Long Way to Alaska
// Long Way to Alaska (Foto: Joana Castelo)

TAGS
RELATED POSTS
2 Comentrios
  1. Sebastião.

    25 Jan 2010

    Os melhores são, sem duvida, os You Can’t Win, Charlie Brown!

  2. Claudio Faustino

    25 Jan 2010

    Estão ai listadas bandas com bastante valor, sem duvida. Tenho que assinalar: Falta Pintarolas na lista.

DEIXE UM COMENTRIO

Rui Dinis
Portugal

Rui Dinis é um bi-pai 'alentejano' nascido em Lisboa no ano de 1970, dedicado desde Janeiro de 2004 à divulgação da música e dos músicos portugueses.

Disco da Semana
Artigos Recentes
Redes Sociais
Por decisão pessoal, o autor deste blogue não escreve segundo o novo Acordo Ortográfico.