breves

Catarina Eufémia

Por em 25 Abr 2013

Uma data atrás da outra, uma lembrança que puxa a próxima. Pelo 25 de Abril cheguei à recordação da triste história de Catarina Eufémia. Recordação que me trouxe à memória uma música que há muito, muito tempo não ouvia.

É a “Camarada Catarina” pela voz do grande Fernando Farinha…

Depois, claro, a belíssima Catarina do Zeca (“Cantar Alentejano”):

Chamava-se Catarina
O Alentejo a viu nascer
Serranas viram-na em vida
Baleizão a viu morrer
Ceifeiras na manhã fria
Flores na campa lhe vão pôr
Ficou vermelha a campina
Do sangue que então brotou
Acalma o furor campina
Que o teu pranto não findou
Quem viu morrer Catarina
Não perdoa a quem matou
Aquela pomba tão branca
Todos a querem p’ra si
Ó Alentejo queimado
Ninguém se lembra de ti
Aquela andorinha negra
Bate as asas p’ra voar
Ó Alentejo esquecido
Inda um dia hás-de cantar

Duas boas recordações, dois bons momentos, uma vida, uma história…

TAGS
RELATED POSTS

DEIXE UM COMENTRIO

Rui Dinis
Portugal

Rui Dinis é um bi-pai 'alentejano' nascido em Lisboa no ano de 1970, dedicado desde Janeiro de 2004 à divulgação da música e dos músicos portugueses.

Disco da Semana
Artigos Recentes
Redes Sociais
Por decisão pessoal, o autor deste blogue não escreve segundo o novo Acordo Ortográfico.