Home notas soltas Capagrilos – “São Bassáridas”

O disco ainda não existe, fisicamente, mas o som já anda por aí. E é bom som. Chama-se “São Bassáridas” e é o álbum de estreia dos Capagrilos – depois de um EP homónimo editado em 2011, projecto portuense composto por Carlos Batista (voz, guitarras e sopros vários), João Martins (voz, guitarras e sopros vários) e Ricardo de Noronha  (voz, percussões e sopros vários). Formados em Setembro de 2010 e vencedores do concurso de música tradicional Folk Flaviaefest, realizado em Chaves, os Capagrilos são formados por músicos com experiência em grupos como Mandrágora, Ogham e Trovas de Amigo.

Capagrilos é um trio de música portuguesa, que alia ao cantar em português uma cornucópia de sonoridades e inspirações de música do mundo. Uma hora e meia de espectáculo arrastam o ouvinte por uma variedade de ritmos, climas e paisagens, desde a Amazónia ao Médio-Oriente, desde a guitarra portuguesa ao jouhikko, passando por mais de 15 instrumentos diferentes. Capagrilos tocam temas originais e reinterpretações originais de recolhas tradicionais…” (1)

Composto por dois actos, acto I – Agonia e acto II – Êxtase, cada acto dividido em cinco partes, “São Bassáridas” conta com as participações especiais de Quiné (Brigada Victor Jara, Fausto, etc.), Manuel Meirinho (Galandum Galundaina), Ricardo Coelho (Pé na Terra), Osga (Mu), Miguel Marinho (Bailenda), Nuno Silva (Adducantur e Ménades), Eloisa (Adducantur), Fabiola (Rakia) e Graça Carvalho (Ogham). O projecto contou ainda com as recolhas da Música Portuguesa a Gostar Dela Própria e dos Caretos de Podence.

O disco chega às lojas lá para meados de Julho.

Capagrilos – “São Bassáridas” (Ed. Autor, 2012)| FOLK | Ouvir Capagrilos 
www.capagrilos.webs.com
www.facebook.com/capagrilos.musica
www.myspace.com/capagrilos

Deixar um comentário

DOWNLOAD GRATUITO!

Subscreve as actualizações d'a trompa e recebe gratuitamente o e-book "Música, Net & Blogs - 60 Dicas, Ideias & Opiniões" - 2ª Edição. São algumas ideias, pequenas mas importantes orientações para um melhor aproveitamento da Internet como plataforma de comunicação e promoção de músicos e bandas.

Por Rui Dinis | Desde 2004