olhares

“Laudamus Vita” – Easyway

Por em 30 Nov 2010

Um passo em frente, enorme….
Poderia ser arriscado mas os Easyway souberam dar a volta por cima; bem por cima. Ao terceiro álbum, depois de “Forever in a Day” (2004) e “Can You keep a Secret” (2006), os Easyway editaram aquele que será, sem dúvida, traga o futuro o que nos trouxer,  um ponto de viragem na carreira do grupo. Sem retorno possível, nada será como dantes na vida dos Easyway. “Laudamus Vita” é um disco mas é também um filme, produzido pela própria banda e dirigido pelo baterista Danilo Warick. Muito interessante o resultado final. Conceptual, diferente e arrojado. Parabéns.
Depois, há no som dos Easyway uma diferenciação que vai essencialmente no sentido de uma maior consistência e qualidade técnica; mais e melhor rock sem nunca perder alguma da energia punk e do carácter emo que sempre marcou o seu som. Com muita emoção. Uma coisa parece mais do que certa, “Laudamus Vita” cimenta definitivamente a posição dos Easyway no panorama rock nacional de expressão anglo-saxónica. O disco foi produzido e misturado por Miguel S. Marques no Generator Music Studios. E bem produzido.
Um excelente trabalho da banda de Tiago Afonso (voz e guitarra), Miguel Marques (guitarra), Miguel P. Marques (baixo) e Danilo Warick (bateria).

Ouvir Easyway

capa de Laudamus Vita
“Laudamus Vita” – Easyway (Raging Planet, 2010)

Act I – The Consequence
Act II – Aurora
Act III – The Viewer
Act IV – Desire
Act V – The Omen
Act VI – Lacrima
Act VII – The Viewer II
Act VIII – The Anguish
Act IX – The Journey
Act X – Sententia
Act XI – Lux
Act XII – Liberdade
Act XIII – Luxuria
Act XIV – The Journey II
Act XV – The Revelation
Act XVI – The Cause

género: rock
www.ragingplanet.pt
www.myspace.com/ragingplanetrecordsportugal

TAGS
RELATED POSTS

DEIXE UM COMENTRIO

Rui Dinis
Portugal

Rui Dinis é um bi-pai 'alentejano' nascido em Lisboa no ano de 1970, dedicado desde Janeiro de 2004 à divulgação da música e dos músicos portugueses.

Disco da Semana
Artigos Recentes
Redes Sociais
Por decisão pessoal, o autor deste blogue não escreve segundo o novo Acordo Ortográfico.