olhares

OLHARES|”We’re Different When Looked In The Eyes” – LoveYouDead

Por em 19 Abr 2008

Surpreendente!
A coisa rola tanto à volta das mesmas fórmulas, que se repetem em contínuo, que às vezes nos esquecemos que ainda há malucos para tudo – o malucos aqui é mesmo para chamar a atenção. Bem-haja essa comunidade demente que ainda vive os seus dias à procura do fio à meada. Foi esta a ideia com que fiquei depois de ouvir pela primeira vez o novo disco dos LoveYouDead, grupo nascido em 1999 e já com as maquetas “Breaking the Ladder of Suckcess” (2002) e “Pissful World” (2003) no bornal.
Mas depois ouvi uma segunda e uma terceira vez, e fica sempre aquele mesma sensação estranha – mais na primeira audição, depois de ouvir o que estes lisboetas nos têm para contar. Mais ainda iniciando esta nova mensagem com temas como “Pré Pri” e “Cross-beams”, exemplos de umas quaisquer aventuras sonoras pós-modernas; loucas – com enxames e grilos pelo meio. Arrojado; excelente. No fundo, a coisa nunca é muito clara, pois se há um som típico que se associa aos LoveYouDead – ou uma forma, quase sempre o contrário também faz sentido; desconcertante. E o sentido aqui é importante – ou a falta dele. São guitarras em desvairo e uma bateria desenfreada – sem esquecer o baixo, geralmente cortados pelas mais estranhas coordenadas rítmicas, feitas de avanços e recuos, coloridas por sons vindos sabe-se lá donde; uma miscelânea anárquica que torna este disco dos LoveYouDead algo verdadeiramente original e estimulante. Como se uma nova descoberta surgisse a cada faixa, sejam as vozes, a debitar em português ou em inglês – com algum surrealismo, sejam a espaços os teclados, a electrónica, o digderidoo ou os “outros instrumentos ocasionais“. Seja lá o que for, “We’re Different When Looked In The Eyes” é uma experiência a repetir; continuamente.
Para o fim, fica a pergunta: mas afinal, o que é LoveYouDead? É um boa pergunta; e se o rock surge sempre como a linha condutora, o punk a atitude – ouvir “Eat Single”, tudo o resto é uma enorme vontade de experimentar, de seguir por onde o espírito criativo os leva, magicando as mais inesperadas combinações sonoras. Quando a lógica de um disco de esgota na sua falta de lógica; é isto que é extraordinário em “We’re Different When Looked In The Eyes”.
Confesso; fui mesmo apanhado de surpresa. O meio jornalístico costuma utilizar muito a expressão “lufada de ar fresco“. É isso.

som LoveYouDead


“We’re Different When Looked In The Eyes” – LoveYouDead (Edição de Autor, 2008)

01 Pré Pri
02 cross-beams
03 Addiction Addict
04 Violent Harmony
05 Anomia
06 Ebous Adaslack
07 Não
08 Knock Nuke Knock
09 Eat Single
10 Indie
11 (traço)
12 Gestão
— Bónus Traque

tipo Alternativo/Rock/Punk
sítio loveyoudead.blogspot.com

TAGS
RELATED POSTS

DEIXE UM COMENTRIO

Rui Dinis
Portugal

Rui Dinis é um bi-pai 'alentejano' nascido em Lisboa no ano de 1970, dedicado desde Janeiro de 2004 à divulgação da música e dos músicos portugueses.

Breves do Twitter
PUB
Redes Sociais
Por decisão pessoal, o autor deste blogue não escreve segundo o novo Acordo Ortográfico.