olhares

Sektor 304 em “Subliminal Actions”

Por em 17 Jul 2012

Um estrondo, férreo, violento. É assim, o mais recente registo dos Sektor 304.

É um enorme estrondo aquele que resulta do conceito desenvolvido por João Filipe (percussões, vozes, baixo, etc.), André Coelho (electrónica, loops, sintetizadores, etc.), Henrique Fernandes (contrabaixo eléctrico e objectos amplificados) e Gustavo Costa (percussão, trombone e objectos amplificados) para este “Subliminal Actions”. Um conceito que não se fecha no sempre redutor rótulo industrial. Sektor 304 é muito mais do que isso.

Sendo muito mais do que isso, não é difícil perceber que o alcance dos Sektor 304 está bem para lá de qualquer rótulo redutor, seja pelas fortes achegas de teor metálico – em parte por algumas vocalizações, seja particularmente por uma energia tribal que atravessa todo o disco. Nem as vozes esparsas, medonhas, servem para arrumar os Sektor 304 numa prateleira qualquer. O som final é um poderoso corpo electroacústico, feito de processamentos vários e uma evidente veia experimental.

“Subliminal Actions” é uma experiência de assoladora negritude. Bem perto do sublime.

Sektor 304 – “Subliminal Actions” (Malignant Records, 2011) | ELECTRÓNICA | INDUSTRIAL | Ouvir Sektor 304
www.myspace.com/sektor304
www.facebook.com/pages/Sektor-304/128829137140747
www.malignantrecords.com

TAGS
RELATED POSTS

DEIXE UM COMENTRIO

Rui Dinis
Portugal

Rui Dinis é um bi-pai 'alentejano' nascido em Lisboa no ano de 1970, dedicado desde Janeiro de 2004 à divulgação da música e dos músicos portugueses.

Disco da Semana
Artigos Recentes
Redes Sociais
Por decisão pessoal, o autor deste blogue não escreve segundo o novo Acordo Ortográfico.