Por em 6 Jun 2004

EXISTÊNCIAMão Morta em 12 actos

I Corre o ano de 1984 quando em Braga, Joaquim Pinto no baixo, Miguel Pedro na guitarra e Adolfo Luxúria Canibal formam os Mão Morta.

II Orfeão da Foz, no Porto, a 12 de Janeiro de 1985 marcou a primeira aparição em público da banda. Zé dos Eclipses toma conta da guitarra passando Miguel Pedro para a bateria.

III Em 1986, com um culto em crescendo os Mão Morta ganharam o Prémio de Originalidade do III Concurso de Música Moderna do Rock Rendez-Vouz.

IV Em 1987 é editado pelos “Malucos da Pátria” o primeiro registo sonoro dos Mão Morta, a K7 “Mão Morta”.

V Em 1988, o LP “Mão Morta”, primeiro da banda é editado pela Ama Romanta. Disco incontornável para uma história do rock português é composto por temas inesquecíveis como “E Se Depois”, “Oub’lá”, “Sitiados” e “Até Cair”.

VI O ano de 1989 ficou marcado por um concerto no Rock Rendez-Vous em que Adolfo Luxúria Canibal se golpeia como uma faca. O golpe saiu mais profundo do que devia.

VII O 4º álbum “Mutantes S.21”, de 1993, diário de uma viagem por 9 cidades, marca o contacto da banda com o grande público, especialmente através do tema “Budapeste”.

VIII Em Janeiro de 1997 os Mão Morta interpretam “Müller no Hotel Hessischer Hof” no CCB a convite deste, repetindo a lotação esgotada por mais duas noites. Daqui resultou o 7º álbum dos Mão Morta.

IX O ano de 1999 é marcado por um Coliseu dos Recreios cheio para receber os Mão Morta como cabeças-de-cartaz. Comemora-se o 15º aniversário.

X 2001 foi o melhor ano de sempre em termos de concertos, a edição do 9º álbum “Primavera de Destroços” deu a força necessária.

XI “Carícias Malícias Tour” andou em 2002 por treze localidades do país. Os Mão Morta vencem os prémios Blitz para o Grupo Nacional do Ano e Melhor Álbum Nacional.

XII 2004. Depois de algumas dificuldades de edição, o 11º disco dos Mão Morta, “Nus”, saiu para a rua.

Sítio:www.maomorta.org

TAGS
RELATED POSTS

DEIXE UM COMENTRIO

Rui Dinis
Portugal

Rui Dinis é um bi-pai 'alentejano' nascido em Lisboa no ano de 1970, dedicado desde Janeiro de 2004 à divulgação da música e dos músicos portugueses.

Disco da Semana
Os últimos…de há muito
Redes Sociais
Por decisão pessoal, o autor deste blogue não escreve segundo o novo Acordo Ortográfico.