tempos

David Maranha ao vivo e por palavras

Por em 27 Fev 2012

A poucos dias de se apresentar ao vivo no Porto, n’O Meu Mercedes é Maior Que o Teu, naquela que será a mensalidade de Março do Mana – 2 de Março, David Maranha deixou-nos por aqui algumas palavras. No fim, ainda há espaço para oferecer 2 entradas para o espectáculo em referência. Ao mesmo tempo, é o regresso da rubrica ‘tempos’:

[passado] Já tens uma impressionante discografia com 27 registos, isto tendo em conta os teus trabalhos a solo e todos os outros grupos a que pertences. O primeiro data de 1990, com Osso Exótico, o último de 2012, com Stephan Mathieu. Entre eles há cerca de 20 anos de diferença. De uma forma genérica, consegues fazer um paralelismo entre os panoramas musicais dessas duas realidades – indústria, edição de discos, espectáculos, divulgação, etc.?
Realmente já passou muito tempo desde o primeiro LP dos Osso Exótico, mas se começar a pensar em datas até que nem tenho editado assim tantos discos. Em 22 anos editei 27 discos…
Recebi na semana passada o “Obsidiana” com o Z’EV e ontem chegou o LP “Strings” com o Stephan Mathieu. Estou muito satisfeito com ambos quer em termos de objecto, quer em termos da música.
Na tua pergunta, quando te referes a paralelismo entre estas duas realidades, fiquei sem perceber se te estarias a referir à diferença entra os meus trabalhos a solo e os trabalhos em colaboração ou à diferença entre a situação actual e a realidade de há vinte e tal anos atrás.
Uma vez que nos meus discos a solo trabalho com as mesmas pessoas que trabalho nos Osso Exótico, Curia ou Dru talvez a maior diferença seja que a solo eu controlo mais o trabalho.
Quanto à situação da indústria da música, edição de discos e concertos de hà 20 anos atrás e a actual as diferenças não podiam ser maiores. Creio que a internet veio mudar totalmente a rapidez de processos em todas essas áreas. Nem sei como é que tinha paciência para dialogar sobre uma edição de um álbum com uma editora francesa como a Sonoris em intermináveis cartas escritas à mão e que demoravam uma semana a chegar. Cada diferença de opinião sobre uma capa resultava em infindáveis demoras.

[presente] No próximo dia 2 de Março estarás em palco com a Patrícia Machás. O que poderão esperar as pessoas que vos forem ver e ouvir ao vivo n’O Meu Mercedes é Maior Que o Teu, no Porto?
Sim. É já esta sexta. Iremos apresentar um novo trabalho de nome “abside e fecho”, que estreou em Milão no final do ano passado e no dia 2 de Março irá ser apresentado primeira vez em Portugal.

[futuro] Falar dos teus discos e actuações é falar de uma série de experiências a solo mas também partilhadas, fruto de variadíssimas colaborações. Há disco e/ou projectos novos para 2012/2013 que possas partilhar já? Como vai ser o teu futuro próximo?
Sim tenho vários discos para editar. Um com o Manuel Mota e um a solo, mas agora estou completamente focado na apresentação do “tríptico” que inaugura no dia 9 de Março na Galeria Appleton Square e que por lá estará durante um mês.

PASSATEMPO

Para finalizar em beleza, a trompa tem para oferecer 2 entradas individuais para a mensalidade de Março do Mana no O Meu Mercedes É Maior Que O Teu (Porto). Em palco no próximo dia 2 de Março, já se sabe, estará David Maranha. Para se habilitarem a uma das 2 entradas simples, basta ser um dos dois primeiros a responder acertadamente à seguinte questão:

Que grupo David Maranha forma em conjunto com Manuel Mota, Margarida Garcia e Afonso Simões?

Envia as respostas juntamente com o teu nome e nº de BI para o e-mail blogatrompa[at]gmail[dot]com.

Ouvir David Maranha (Osso Exótico)

david maranha

| EXPERIMENTAL |
davidmaranha.blogspot.com
manarecordings.wordpress.com

TAGS
RELATED POSTS

DEIXE UM COMENTRIO

Rui Dinis
Portugal

Rui Dinis é um bi-pai 'alentejano' nascido em Lisboa no ano de 1970, dedicado desde Janeiro de 2004 à divulgação da música e dos músicos portugueses.

Disco da Semana
Artigos Recentes
Redes Sociais
Por decisão pessoal, o autor deste blogue não escreve segundo o novo Acordo Ortográfico.