trompalista

100 – ”The Crooners are Dead” – Jesus, the Misunderstood

Por em 29 Dez 2009

“…o indie que já espreitava por entre as canções do último álbum chega agora para nos gritar, bem aos ouvidos, por entre guitarras psicadélicas, teclados à My Bloody Valentine, vocalizações à Beach Boys.” (Merzbau)

Download Grátis

capa de The Crooners are Dead
“The Crooners are Dead” – Jesus, the Misunderstood (Edição de Autor, Merzbau, 2009)

género: indie
www.myspace.com/jesusthemisunderstood
www.merzbau-label.org
www.myspace.com/merzbaufreemusic

TROMPALISTA 2009

101 – “Blues for the Dangerous Miles” – Miss Lava – Raging Planet (ouvir)
102 – ”Collision” – Revolution Within – Rastilho Records (ouvir)
103 – ”Portugal/Slovakia” – Zé dos Frangos – Edição de Autor (download)
104 – “A Strange World” – Toni Peres – Hard n’ Heavy Records (download)
105 – “Expectations & Illusions” – Sir Giant – Sunny Spot Records (download)
106 – Cavalheiro – Cavalheiro – Lovers & Lollypops (ouvir)
107 – “Supper” – Blackseat Bingo – Edição de Autor (ouvir)
108 – “Socorros a Náufragos” – LOBO – Slurping Sounds (ouvir)
109 – “Cain Complex” – Demon Dagger – Recital (ouvir)
110 – “See You in Hell, Ron!” – ALTO! – Lovers & Lollypops (ouvir)
111 – “How One Becomes What One Is” – ManInFeast – Edição de Autor (ouvir)
112 – “Scar For Life” – Scar For Life – Edição de Autor (download)
113 – “MC Jihad” – MC Jihad – Meifumado (download)
114 – “Kids on Holidays” – Kids on Holidays – Merzbau (download)
115 – “Colossus Mountain” – Cosmic Vishnu – Sonic Infusion Records (ouvir)
116 – “Swing” – The Profilers – J.F.Corroios – (ouvir)
117 – “Sentimento Sofrimento” – Os 3 Marias – Tinóni Discos Musicais (Ouvir)
118 – “Persuasion Through Persistence” – The SPiTEFUL – Rastilho Records (ouvir)
119 – “Galaxia Tropicalia” – Blasfemea – Edição de Autor (ouvir)
120 – “Nosy” – Gomo – EMI (ouvir)
121 – “Real Combo Lisbonense” – Real Combo Lisbonense – Optimus Discos (download)
122 – “Almaplana” – Almaplana – Edição de Autor (ouvir)
123 – “Kheostatic” – Joséphine Muller & Ian Linter – OFF/BRUMA (download)
124 – “Decadence in the Heart of Man” – Coldfear – Edição de Autor (ouvir)
125 – “Gentle Persuasion” – The Dorian Grays – Edição de Autor (ouvir)
126 – “Angolan Kung-Fu” – Makongo – SonyBMG (ouvir)
127 – “Mundo Novo” – Varuna – Boom Studios (ouvir)
128 – “Bubble Pop Core” – Stereoboy – Optimus Discos (download)
129 – “Alphajerk” – Spatial White Noise – MiMi Records (download)
130 – “Música Pirata” – Gazua – Edição de Autor (ouvir)
131 – “Cada Som Como Um Grito” – Orfeu Rebelde – Optimus Discos (download)
132 – “Human Clouds” – One Hundred Steps – Rastilho Records (ouvir)
133 – “Monstro Robot” – Monstro Robot – Monster Jinx (download)
134 – “Pelo Lado de Dentro” – Homem Mau – Brainmusic (ouvir)
135 – “Nothing Really Ends” – Loops – Honeysound (ouvir)
136 – “Casino Royal” – Casino Royal – Mastermix (ouvir)
137 – “Mirror People” – Rui Maia – Optimus Discos (download)
138 – “unoeskimo” – unoeskimo – FIGURA (ouvir)
139 – “Controversy” – IanaSonic – Edição de Autor (ouvir)
140 – “Sin and Redemption Sessions” – The Wage – Edição de Autor (ouvir)
141 – “Stories of Hope and Mayhem” – Defying Control – Edição de Autor (ouvir)
142 – “Stereo Alligator” – Stereo Alligator – Edição de Autor (ouvir)
143 – “Aurora” – Madame Godard – Optimus Discos (download)
144 – “Tontura Rural” – Preguizza + Alrucini + Engenho (download)
145 – “Sidewalkers” – Sidewalkers – Edição de Autor (ouvir)
146 – “No Fio da Navalha” – K2O3 – Infected Records (ouvir)
147 – “Lust” – Million Dollar Lips – Edição de Autor (ouvir)
148 – “Six Pack” – Black Sofa – Edição de Autor (download)
149 – “Karpe Diem” – Karpe Diem – Edição de Autor (ouvir)
150 – “At the House of Dolls” – Teatro Grotesco – Enough Records (download)

NOTA INICIAL:

Mais do que estar centrado nos melhores ou piores do ano, esta é acima de tudo uma lista de referência, uma prova de que a música portuguesa está mais viva do que nunca. A opção pelos 150, tal como já fizera em 2007, parece-me ser a prova disso mesmo. Obviamente, esta não pretende ser uma lista definitiva, pois diz apenas respeito a discos ouvidos na íntegra pelo seu autor, pelo menos uma vez. É este o critério. Portanto, e sendo uma lista de responsabilidade individual, é óbvio que muitos discos faltarão, alguns por não caberem nesta lista, por opção, mas muitos outros por não terem sido sequer ouvidos. Tenho pena, mas o tempo e o dinheiro não dão para tudo.
TAGS
RELATED POSTS

DEIXE UM COMENTRIO

Rui Dinis
Portugal

Rui Dinis é um bi-pai 'alentejano' nascido em Lisboa no ano de 1970, dedicado desde Janeiro de 2004 à divulgação da música e dos músicos portugueses.

Disco da Semana
Os últimos…de há muito
Redes Sociais
Por decisão pessoal, o autor deste blogue não escreve segundo o novo Acordo Ortográfico.