100 palavras

100 PALAVRAS & MAIS ALGUMAS|O Roteiro dos Acabados – Parte II

Por em 18 Abr 2008

Foi uma boa experiência a que fizemos há dias, a de recordar alguns nomes mais esquecidos, outros já retirados – definitivamente ou não, alguns mesmo ignorados. Hoje temos mais alguns para lembrar.
Desde logo, recordar os três maiores ícones da música popular portuguesa – digo eu; defendidos por admiradores – obviamente, há no MySpace páginas de homenagem a José Afonso, Amália Rodrigues e Carlos Paredes. Ainda no fado, como viver sem passar pela figura única de Alfredo Marceneiro? Não dá. Chegamos rapidamente aos percursores do punk-rock nacional, os Aqui d-El Rock, figuras activas do MySpace. Já em plena década de 80, o movimento punk nacional era então dominado por nomes como Grito Final, Ku de Judas ou pelos incontornáveis Crise Total – em actividade como Crise (quase) Total; entre outros. Numa outra onda, temas como “Glória” e o “O Canto e o Gelo”, transportam-nos para tempos de um inesquecível “A Um Deus Desconhecido”, álbum da Sétima Legião. Nas sonoridades mais extremas, dá também para recordar os Thormenthor, formados em 1986, nos últimos anos a responder por MOFO. Já noutra onda, outra vez, a passar dos 80 para os 90, os sónicos Santa Maria Gasolina em Teu Ventre, de Jorge Ferraz e companhia, têm mais para ouvir do que “Go West Celine”. Depois, no dealbar dos anos 90, nasciam os vegan straight edge X-Acto, outras das figuras do punk-hardcore nacional. Já no final do século XX, a espreitar o século XXI, uma referência ainda para os Raindogs de Roland Popp e amigos – hoje, com alguns elementos nos Corsage – e para um dos ícones do novo rock nacional, os Ornatos Violeta, viveiro de alguns dos mais activos músicos da actualidade: Manel Cruz, Peixe ou Nuno Prata. Para o fim, uma referência para um dos projectos mais marcantes de Barcelos: Kafka.

lista dos 30 mais vendidos
> X-Acto

TAGS
RELATED POSTS
4 Comentrios
  1. BAD-RELIGION

    19 Abr 2008

    então e os flood ? e o ithaka? hehe :P semi-portugueses :)

  2. jorge nunes

    18 Abr 2008

    ólhós gémeos maravilha…

DEIXE UM COMENTRIO

Rui Dinis
Portugal

Rui Dinis é um bi-pai 'alentejano' nascido em Lisboa no ano de 1970, dedicado desde Janeiro de 2004 à divulgação da música e dos músicos portugueses.

Disco da Semana
Os últimos…de há muito
Redes Sociais
Por decisão pessoal, o autor deste blogue não escreve segundo o novo Acordo Ortográfico.