100 palavras

Quase Universal…

Por em 19 Mar 2010

Sempre estranhei; soava-me a alguma presunção institucional. O facto é que se já algumas vezes por aqui me referi a um certo e inexplicável imobilismo das grandes editoras no que ao uso das novas tecnologias diz respeito, e isto no que concerne apenas ao aproveitamento destas como recurso de divulgação das suas edições, chegou a altura de tirar o chapéu a uma delas. É positivo ver a Universal Portugal com um website moderno e completo. É muito positivo receber uma newsletter com todas as novidades da editora e sempre em cima do acontecimento. Era estranho saber das novidades apenas quando me deslocava a uma das lojas do costume. Está tirado o chapéu.
A isto, gostava ainda de juntar aquilo que parece ser uma ténue mas crescente aposta na música nacional. Não são só nomes como David Fonseca, Xutos & Pontapés, Pedro Abrunhosa ou Tiago Bettencourt a pairar nas prateleiras; é salutar ver a aposta em novos nomes como Anaquim, Virgem Suta, Varuna, Nu Soul Family ou Os Pontos Negros; e claro, está aí o regresso dos Mão Morta. Não é perfeito mas mostra alguma vontade.
Se a SonyBMG já vinha seguindo de alguma forma este caminho, chegou agora a vez da Universal. E bem.

logótipo da Universal

www.universalmusic.pt

TAGS
RELATED POSTS

DEIXE UM COMENTRIO

Rui Dinis
Portugal

Rui Dinis é um bi-pai 'alentejano' nascido em Lisboa no ano de 1970, dedicado desde Janeiro de 2004 à divulgação da música e dos músicos portugueses.

Disco da Semana
Artigos Recentes
Redes Sociais
Por decisão pessoal, o autor deste blogue não escreve segundo o novo Acordo Ortográfico.