antevisão

ANTEVISÃO|”Escarpa” – Mandrágora

Por em 13 Fev 2008

Depois de um excelente e premiado primeiro álbum, o homónimo “Mandrágora” (Zounds, 2005), os tripeiros Mandrágora preparam já o lançamento do seu segundo disco; vai chamar-se “Escarpa” e tem saída prevista para 9 de Maio. O maestro solicitou algumas palavras sobre o novo disco…

Título: Escarpa
Editora: Hepta Trad
Data de Edição: 9 Maio

Depois da senda pelas raízes folk, que serviram de inspiração ao 1º disco dos Mandrágora, o novo “Escarpa” segue um caminho mais urbano numa explosão de ideias progressivas com salpicos de Jazz e vórtices de Rock. As músicas são curtas e densas com melodias rápidas na gaita de foles, muita improvisação ao saxofone e um baixo e bateria intensos. O conjunto é enriquecido com originais arranjos de guitarra e pela introdução de instrumentos de arco como o violoncelo a moraharpa e a nyquelarpa. Além da composição instrumental conjunta, “Escarpa” conta com a participação internacional de Simone Bottasso no acordeão diatónico e de Matteo Dorigo na Sanfona, e da participação nacional de Francisco Silva na voz e guitarra e de Helena Madeira na voz.
A raíz que se plantou no inicio, agora se fez formoso arbusto…
“.

…de ficar com água na boca.

live 28 Fevereiro (22h), no Auditório Centro Cultural, Chaves.
som Mandrágora.


“Escarpa” – Mandrágora (Hepta Trad, 2008)

tipo Folk
sítio www.mandragora.com.pt

TAGS
RELATED POSTS
3 Comentrios
  1. Catarina Seara Cardoso

    13 Fev 2008

    Também estou ansiosa para ouvir integralmente este novo trabalho pois, estou certa, muito irá agradar!

  2. Carlos Santos

    13 Fev 2008

    Gostei bastante do primeiro trabalho. Lá estarei para adquirir o “Escarpa”. Estou certo que vão continuar a surpreender-nos.

DEIXE UM COMENTRIO

Rui Dinis
Portugal

Rui Dinis é um bi-pai 'alentejano' nascido em Lisboa no ano de 1970, dedicado desde Janeiro de 2004 à divulgação da música e dos músicos portugueses.

Disco da Semana
Artigos Recentes
Redes Sociais
Por decisão pessoal, o autor deste blogue não escreve segundo o novo Acordo Ortográfico.