contra-mão

CONTRA-MÃO|”Baza correr com o Paulo Bento”, por Valete

Por em 30 Jan 2008

Não sei se ria, se chore – até sei. Admito que num primeiro momento, o meu lado tendencialmente arruaceiro me fez rir, mas depois, num segundo passo, o meu outro lado, mais racional – e prevalecente, fez-me indubitavelmente chorar – e não foi de tanto rir.
Enveredando numa das suas últimas produções, por uma crítica futebolística – feroz, até para um lampião, o rapper Valete tem sido motivo de conversa em alguns círculos mais ou menos futebolísticos. E sim, vamos falar de futebol. Admitindo que o homem até percebe de bola, permitam-me ainda discordar de boa parte da retórica utilizada. Em boa verdade, nem me parece que objectivo seja fazer música. Não me parece; mesmo. Ao seu estilo – admita-se, outra vez, o Valete incisivo, cru e directo, não tem qualquer pejo em pedir – muitas vezes grosseiramente – o despedimento do actual técnico leonino, criticando contratações, opções tácticas e outras coisas mais. Como adepto do futebol, até concordo com a análise técnico-táctica de Valete, como Homem, não me pareceu nada bonita a forma como foram desferidos alguns ataques pessoais à figura de Paulo Bento. Fico sempre com a ideia – às vezes vaga esperança, de que é possível fazer a coisa de uma forma mais interessante; com menos visibilidade, é verdade, mas com muito mais interesse. Impressões.
Genericamente, não gostei; faz rir, por breves momentos, mas depois, torna-se triste, quando se perde em demasiado com ataques pessoais de alguma desmesura. Da política ao futebol, o rap dá aquele pequeno passo. Influências…

P.S.: Os lampiões que se cuidem, se a coisa piora, Valete promete lançar-se sobre Camacho.

som “Baza correr com o Paulo Bento” – Valete.


tipo Rap
sítio www.horizontalrecords.com

TAGS
RELATED POSTS
2 Comentrios
  1. Eduardo F.

    1 Fev 2008

    Manuel dixit!

    (Manuel, tens uma prosa fantástica. Por ela se percebe logo que és uma pessoa terra-a-terra!)

    Grande abraço

  2. Manuel Melo

    30 Jan 2008

    Ora bem, o Valete é lagarto, por isso espero que ele não se lance sobre o Camacho. Mas também eu, na qualidade de lampião, não gostei muito das palavras dirigidas à pessoa do Paulo Bento. Até porque o treinador do Sporting sempre foi um tipo discreto, modesto e educado. É pena falar como um motor velho e frio, mas ele lá há-de corrigir isso.
    Mas, enfim, o Valete joga bem com as palavras, escreve bem e é cáustico – por vezes demasiado, na minha opinião. É uma característica dele e de alguns rappers da nossa praça. Penso que, neste caso – como noutros -, não é bem com vinagre que se apanham as moscas.

DEIXE UM COMENTRIO

Rui Dinis
Portugal

Rui Dinis é um bi-pai 'alentejano' nascido em Lisboa no ano de 1970, dedicado desde Janeiro de 2004 à divulgação da música e dos músicos portugueses.

Disco da Semana
Artigos Recentes
Redes Sociais
Por decisão pessoal, o autor deste blogue não escreve segundo o novo Acordo Ortográfico.