curtas Featured

[curtas] O novo “Soundtracks Vol. I” de André Barros

Por em 10 Mai 2015

andrebarros_soundtracks

O disco vai ser editado no próximo dia 18 de Maio pela Omnichord Records. Chama-se “Soundtracks Vol. I” e é o novo disco de André Barros. A trompa quis saber um pouco mais sobre este trabalho.

Numa frase apenas quem é André Barros?
Um agora eterno enamorado pela beleza da música, alguém que acredita que através dela vemos a importância de tudo mesmo que até aí não a tenhamos ainda vislumbrado.

Um adjectivo que caracterize a música de André Barros?
Penso que o mais transversal ao meu trabalho poderá ser: melancólica.

Porquê o título de “Soundtracks Vol. I” para o novo disco?
Este novo disco reúne uma seleção de temas que integram várias bandas sonoras que compus durante o ano de 2014, como tal é uma espécie de best of do trabalho que produzi para vários projectos audiovisuais. Assim sendo, a escolha de Soundtracks tornou-se muito evidente. Vol. I porque acreditamos que outros se seguirão ao longo dos anos!

Em duas ou três linhas, como se caracterizaria o novo disco?
Este disco pretende ser um contador de histórias para quem aprecia ambientes sonoros com forte carga emocional e gosta de se deixar levar por melodias doces e envolventes.

Qual a faixa que melhor encarna o ‘espírito’ de “Soundtracks Vol. I”? Porquê?
Diria que talvez elegesse o tema “Wounds of Waziristan” para desempenhar esse papel pois é o tema principal da primeira banda sonora que tive oportunidade de criar, pelo que tem um significado especial, ainda para mais pertencendo a um documentário com uma temática tão sensível e actual para a qual precisei de uma boa dose de inspiração para lhe ser fiel.

Uma razão muito forte para ouvir o novo disco?
Se tiveram oportunidade de ouvir o meu trabalho anterior “Circustances” e o apreciaram então não vão ficar desiludidos com este novo álbum! Se ainda não conhecem o meu trabalho, e apreciando a música que existe para sustentar o largo espectro de emoções que orienta as mais variadas personagens num filme, então acredito (e espero!) que vão apreciar este disco!

O que esperar de André Barros ao vivo?
Eu vou estar ao piano, acompanhado por um quarteto de cordas (e no caso do CCB e da Casa da Música nos próximos dias 4 e 5 de Junho, respectivamente, com mais algumas surpresas) para interpretar temas tanto deste novo álbum como do anterior “Circustances”. Esperem ser embalados por doces melodias e sentirem-se envolvidos por uma energia vibrante!

Como vão ser os próximos tempos de André Barros?
Espero que recheados de oportunidades de levar o meu trabalho ao maior número de pessoas possível e serão, certamente, ocupados com muitos momentos de composição e gravação de músicas para bandas sonoras e outros projectos!

Concertos de apresentação (com quarteto de cordas):
2015-06-04 21h00 Lisboa (CCB)
2015-06-05 21h00 Porto (Casa da Música)
2015-07-02 21h30 Leiria (Teatro Miguel Franco)
2015-07-16 21h30 Arcos de Valdevez
2015-07-18 21h30 Marinha Grande (Casa da Cultura)

TAGS
RELATED POSTS

DEIXE UM COMENTRIO

Rui Dinis
Portugal

Rui Dinis é um bi-pai 'alentejano' nascido em Lisboa no ano de 1970, dedicado desde Janeiro de 2004 à divulgação da música e dos músicos portugueses.

Breves no Twitter
PUB
Redes Sociais
Por decisão pessoal, o autor deste blogue não escreve segundo o novo Acordo Ortográfico.