COMPARTILHE

legsandarms

Nova banda, grandes músicos e um EP de estreia para escutar atentamente. São os Legs and Arms e estas são as respostas da banda à curta d’a trompa:

Numa frase apenas quem são os Legs and Arms?
Legs and Arms são um colectivo de músicos provenientes de outras bandas. Rui Berton, bateria e voz (bateria Bizarra Locomotiva, Plastica), Edgar Leito, guitarra (ex-Vicious Five), Alexandre Mendes, baixo (ex- TwentyInchBurial) e Gonçalo Larsen (One Hundred and Twenty).

Um adjectivo que caracterize a música de Legs and Arms?
Curioso.

Porquê o título de “Legs and Arms” para o novo disco?
É um primeiro EP. Não quisemos esgotar bons títulos.

Em duas ou três linhas, como se caracterizariam o novo disco?
É um disco/projecto. Resultante da experiência destes músicos em tentar fazer algo fora do ambiente de outras bandas que têm. Em termos de estilo e até em trocas de instrumentos. É um disco com referências ao rock, punk, gótico e até pop dos anos 70, 80 e 90. Há que ouvir em facebook.com/legsandarms.

Qual a faixa que melhor encarna o ‘espírito’ de “Legs and Arms”? Porquê?
Black and Blue. É o tema mais pop mas também o mais denso do disco. E apesar de ser o mais lento, caracteriza mais o universo que queremos passar.

Uma razão muito forte para ouvir o novo disco?
Descobrir o que músicos mais ligados a rock de peso conseguem fazer sem ele.

O que esperar de Legs and Arms ao vivo?
Legs and Arms ao vivo vai soar mais intenso que no disco. A bateria será assumida por Bruno Berton (the cave band), convidado para as actuações. Damos mais espaço a experimentalismos e cortamos mais as cordas que nos ligam ao disco.

Como vão ser os próximos tempos de Legs and Arms?
Vamos começar a apresentar o EP ao vivo por todo o país e tratar de gravar mais temas.

DEIXE UMA RESPOSTA