memórias

“O Checo” de Aix-la-Chapelle

Por em 30 Mar 2011

No excelente Under Review, diz-se que os Aix-la-Chapelle “praticavam um som pesado mas com imensas influências das bandas urbano-depressivas características do eixo Liverpool-Manchester“. Em plena euforia do Rock Rendez-Vous, o grupo viria mesmo a ser finalista na 3ª edição (1986) do concurso de música moderna daquela casa – RongWrong foram os vencedores e os Mão Morta ganharam o Prémio de Originalidade. Confesso que a minha experiência com Aix-la-Chapelle se cinge a apenas uma canção, talvez a mais emblemática do grupo. Aquele dramatismo; aquela negritude. Na verdade, foi canção que nunca esqueci, na altura, ouvida na saudosa e bem pirata Rádio Universidade Tejo (RUT). Enfim, o grupo era formado por Luís Alberto (guitarra), Hernâni Faustino (baixo), Paulo Major (bateria) e Fernando Faustino (voz) e está pela primeira vez n’a trompa.
A recente aparição dos DW VOID, onde militam os antigos guitarrista e vocalista dos Aix-la Chapelle, permitiu a recordação de “O Checo”. Obrigado e aqui vai:

bilhete
Fonte: Tickets

género: alternativa

TAGS
RELATED POSTS

DEIXE UM COMENTRIO

Rui Dinis
Portugal

Rui Dinis é um bi-pai 'alentejano' nascido em Lisboa no ano de 1970, dedicado desde Janeiro de 2004 à divulgação da música e dos músicos portugueses.

Disco da Semana
Artigos Recentes
Redes Sociais
Por decisão pessoal, o autor deste blogue não escreve segundo o novo Acordo Ortográfico.