A TROMPA

Disco da Semana


artigos recentes


LIGAÇÕES QUENTES


Arquivo


MEMÓRIAS|Linha Geral

Rui DinisRui Dinis

Linha Geral no MySpace…
Era um sítio que faltava. Não sendo um espaço oficial, permite na mesma que mais alguns de nós possam conhecer uma das bandas mais interessantes e ao mesmo tempo mais ignoradas da música moderna portuguesa – uma afirmação muito pessoal, obviamente. Sendo um grupo importante para este que vos escreve, não era possível deixar de o referir, lembrando que neste MySpace é possível conhecer seis dos temas do primeiro e único álbum da Linha Geral – Carlos Manso (voz e guitarra), Pedro Alvim (baixo), Tiago Lopes (guitarra) e Fernando Soares (bateria). O disco foi lançado em 1989 com selo da Ama Romanta.
Experimentem e digam qualquer coisa; lindo.

som Linha Geral

foto de Linha Geral
tipo Rock/Alternativo
sítio anos80.no.sapo.pt/linhageral.htm

Rui Dinis
Author

Rui Dinis é um pai 'alentejano' nascido em Lisboa no ano de 1970, dedicado intermitentemente desde Janeiro de 2004 à divulgação da música e dos músicos portugueses.

Comments 7
  • Rui Dinis
    Posted on

    Rui Dinis Rui Dinis

    Author

  • Rui Dinis
    Posted on

    Rui Dinis Rui Dinis

    Author

    …também eu o procuro, também eu!

    Felizmente o Muito Obrigado é fácil encontrar em vinil…


  • Eduardo F.
    Posted on

    Eduardo F. Eduardo F.

    Author

    Fantástico!
    O único Lp deles é uma pérola de que ando à procura há alguns anos.

    Reeditando esse disco fazia-se uma grande justiça à banda e ao rock independente dos anos 80.
    (Outro que falta é o Muito Obrigado, dos Ocaso Épico…)

    Muito bem!
    Vou já ouvir.


  • Rui Dinis
    Posted on

    Rui Dinis Rui Dinis

    Author

    …o outro Fernando Alvim acompanhou Carlos Paredes – e muitos outros – em grandes guitarradas :)


  • Rui Dinis
    Posted on

    Rui Dinis Rui Dinis

    Author

    …pois é :D
    Obrigado!


  • carlos vieira reis
    Posted on

    carlos vieira reis carlos vieira reis

    Author

    Muito boas notícias, sem sombra de dúvidas.

    Mas permita-me uma pequena correcção. O baixista dá pelo nome de Pedro Alvim e não Fernando Alvim (esse é o “cromo” da Sic Radical…) LOL

    Saudações