curtas

[curtas] Atillla ‘ao molhe’ no Sabotage

Por em 30 Mar 2015

atillla

Com o novo disco “V” editado em Fevereiro passado, Atillla está hoje no ‘curtas’ d’a trompa. O músico vai estar ao vivo na próxima quarta-feira (1 de Abril), no Sabotage, em Lisboa, em mais uma sessão do UM AO MOLHE – Festival Itinerante de One-Man-Bands. Em palco, vão estar também The Boy With a Broken Leg, Daily Misconceptions e Tren Go! Sound System.

Como e quando nasceu o ‘projecto’ ATILLLA?
Atillla nasceu em 2012, no meu quarto e foi o resultado de uma série de experimentações e quando comecei não levava isto muito a sério. Veio mais da necessidade de fazer algo e deitar cá para fora do que propriamente impressionar. Entretanto foi crescendo e ganhando corpo e seriedade e estou bastante satisfeito com o que se tornou até agora.

Para quem não conhece o teu projecto, escolhe um verbo, um adjectivo e um substantivo que melhor o defina?
É complicado, mas que fiquem estes: exorcizar, denso e víscera.

Como vai ser em palco, ATILLLA “ao molhe”?
Vai ser com o material ao molhe em cima da mesa, às vezes com projecção e outras vezes não. O que ando a tocar é sobretudo material do ultimo álbum mas com alguma liberdade de fórmula e espaço para haver mais drone e noise.

O que podem esperar as pessoas que te forem ver ao vivo? Que sensações ou sentimentos, esperas que as pessoas retirem do teu espectáculo?
Podem esperar que eu dê tudo o que sei, barulho e movimento hipnótico. Espero conseguir de algum modo conseguir induzi-las num estado catártico e de transe. Muitas vezes as pessoas dizem-me que conseguem com a música projectar imagens mais cinemáticas de horror e sofrimento e isso também seria bom. Se não der nada disso, pelo menos tinittus.

Como vai ser o resto de 2015 para ATILLLA? Há novidades na calha?
Para já vai ser um ano com um calendário ocupado com concertos pelo país todo. Até ao final do ano é possível haver mais música nova, mas isso não posso garantir. Seja como for está sempre a ser feita alguma coisa.

UM AO MOLHE
Programa de Abril:

1 ABRIL – QUARTA
LISBOA, Sabotage Club
22h00 | The Boy With a Broken Leg
22h45 | Daily Misconceptions
23h30 | Tren Go! Sound System
00h15 | Atillla


2 ABRIL – QUINTA
LISBOA, Sabotage Club
22h45 | Catapulta
23h30 | Long Desert Cowboy
00h15 | O Manipulador
01h00 | Twisted Freak


3 ABRIL – SEXTA
SANTARÉM, Restaurante Lunna Bar
16h00 | Twisted Freak
16h45 | Daily Misconceptions
17h30 | O Manipulador
18h15 | Tren Go! Sound System


4 ABRIL – SÁBADO
LAMEGO, Clube De Lamego
17h30 | John Curllin
18h20 | Tales and Melodies
22h30 | O Manipulador
23h20 | Daily Misconceptions
00h10 | Twisted Freak


9 ABRIL – QUINTA
PORTO, Embaixada Lomográfica Do Porto
22h20 | Daily Misconceptions
23h10 | Gobi Bear


10 ABRIL – SEXTA
BARCELOS, CCOBar
21h30 | Homem em Catarse
22h10 | Coelho Radioactivo
22h40 | O Manipulador
23h20 | Tren Go! Sound System
00h00 | Jacketx


11 ABRIL – SÁBADO
SANTO TIRSO, Carpe Diem
22h00 | O Manipulador
22h45 | Coelho Radioactivo
23h30 | Jacketx
00h15 | Tren Go! Sound System

After party – Scotch Dee Jay


11 ABRIL – SÁBADO
LISBOA, Bartô
22h30 | John Curllin
23h15 | Mahogany
00h00 | Tales And Melodies


17 ABRIL – SEXTA
VISEU, Estudantino Café
22h30 | Catapulta
23h20 | O Manipulador
00h10 | Atillla


18 ABRIL – SÁBADO
VALE DE CAMBRA, Associação Académica de Cambra
22h00 | Guilherme Órfão
22h45 | TRAS
23h30 | Tales and Melodies


19 ABRIL – DOMINGO
PORTO, Sala do Afonso
17h30 | O Manipulador
18h10 | Blac Koyote
18h40 | Daily Misconceptions
19h20 | LASERS


23 ABRIL – QUINTA
PORTO, Pinguim Café
22h15 | The Sitar Experience
23h00 | Guilherme Órfão


25 ABRIL – SÁBADO
OLIVEIRA DE AZEMÉIS, Café & Etc
22h30 | Handur
23h20 | Viagante

TAGS
RELATED POSTS

DEIXE UM COMENTRIO

Rui Dinis
Portugal

Rui Dinis é um bi-pai 'alentejano' nascido em Lisboa no ano de 1970, dedicado desde Janeiro de 2004 à divulgação da música e dos músicos portugueses.

Disco da Semana
Artigos Recentes
Redes Sociais
Por decisão pessoal, o autor deste blogue não escreve segundo o novo Acordo Ortográfico.