curtas

No Verão com Mind da Gap

Por em 4 Jul 2013

Hoje, são os históricos Mind da Gap a fazerem o Verão da Trompa. O último “Regresso ao Futuro” (Meifumado, 2012) é o tema de conversa.

1. Para os Mind da Gap o Verão é…
_ …tempo para curtir.
_ …uma estação do ano…igual às outras!
_ …para dar muito amor!
_ …tempo de trabalhar que esta crise não deixa tempo para mais nada!
_ …o momento ideal para fazer e mostrar a nossa música…na verdade, como qualquer outra estação do ano!
_ …do car%$#?!
_ …que raio de pergunta é esta?

2. Neste Verão o mais certo é encontrarem-nos…
… a tocar, felizes por estarmos a fazer o que gostamos e a garantir a nossa sobrevivência ou a tentar torrar o cérebro algures, deitados ao sol, para não stressarmos muito com aquilo que estão a fazer à cultura nacional.
_ …na praia
_ …acampados
_ …no campo
_ …a trabalhar noutra coisa qualquer, chiça!
_ …a dormir
_ Dificilmente nos encontrarão

3. Passar o Verão a ouvir o novo “Regresso ao Futuro” é … quase impossível se falarmos de ouvir algures que não em casa ou na sala de ensaios. Ou uma agradável surpresa e motivo de grande satisfação. Falamos no outono para decidir?

4. Passar o Verão a ouvir o novo “Regresso ao Futuro” faz … ficar com um bronze mais bonito e duradouro. há também quem afirme sentir borboletas na barriga. um aumento considerável na capacidade de pensarem por eles próprios pode surgir como efeito secundário “à la longue”.

5. Passar o Verão a ouvir o novo “Regresso ao Futuro” é como viajar … de regresso ao futuro ou mesmo ir para fora cá dentro ou ainda ir para dentro já foras.

6. Se queres uma música nossa para hino do teu Verão, então ouve… “as borboletas” (És onde quero estar). Como opção secundária talvez “nada complicado” mas qualquer música nossa que escolham para fazer esse papel, será, com certeza, eficaz e para nós, motivo de orgulho.

7. Agora a sério, ou talvez não, como vai ser o Verão dos Mind Da Gap? Somos três, portanto, nos dias em que estivermos juntos, o mais certo é estarmos a partir um palco qualquer aos bocadinhos muito pequeninos. quando não juntos, provavelmente, numa praia qualquer a sonhar com outra praia qualquer para a qual a troika não nos deixa ir. {HIP-HOP | OUVIR }

TAGS
RELATED POSTS

DEIXE UM COMENTRIO

Rui Dinis
Portugal

Rui Dinis é um bi-pai 'alentejano' nascido em Lisboa no ano de 1970, dedicado desde Janeiro de 2004 à divulgação da música e dos músicos portugueses.

Disco da Semana
Os últimos…de há muito
Redes Sociais
Por decisão pessoal, o autor deste blogue não escreve segundo o novo Acordo Ortográfico.