olhares

“Origami” dos ThanatoSchizO

Por em 28 Mai 2012

Os ThanatoSchizO já não existem e isso é pena. “Origami”, o último álbum do grupo de Santa Marta de Penaguião, lançado em 2011, acentua incomensuravelmente esse desgosto. Não que “Origami” nos apresente músicas novas, porque não o faz, mas sim porque nos mostra uns ThanatoSchizO diferentes, mergulhados num universo sonoro até então desconhecido. É exactamente por reflectir sobre essa nova abordagem que a tristeza se acentua. Uma reflexão que nos transporta para a pergunta: Até onde poderiam ir os ThanatoSchizO?

Isso não se sabe e talvez nunca se venha a saber, em todo o caso, atendendo ao que o grupo fez ao longo dos seus 14 anos de carreira e ao que nos deixaram como epílogo, fica aquela sensação de desilusão a pairar no ar. “Origami” oferece-nos uma forma claramente diferente de olhar para a obra dos ThanatoSchizO. Composto por 12 temas, “Origami” percorre quase toda a discografia do grupo nortenho, colorindo músicas antigas com texturas completamente novas; texturas acústicas aqui e ali de um sabor étnico. Só assim se percebe a integração de partes de guitarra portuguesa, cavaquinho e balalaika, entre muitos outros instrumentos.

A abordagem pode não ser a mais ortodoxa mas uma coisa é certa, “Origami” desvenda uma capacidade ilimitada dos ThanatoSchizO se reinventarem, e sempre com qualidade. No fundo, é apenas mais uma prova da criatividade de outros discos que sabíamos existir, mas que neste foi levada do limite. Enfim, até onde poderiam ir estes ThanatoSchizo?

foto de ThanatoSchizO

ThanatoSchizO – “Origami” (Major Label Industries, 2011) | METAL | Ouvir ThanatoSchizO
www.thanatoschizo.com
pt-pt.facebook.com/thanatoschizo
www.majorlabelindustries.com

TAGS
RELATED POSTS

DEIXE UM COMENTRIO

Rui Dinis
Portugal

Rui Dinis é um bi-pai 'alentejano' nascido em Lisboa no ano de 1970, dedicado desde Janeiro de 2004 à divulgação da música e dos músicos portugueses.

Disco da Semana
Artigos Recentes
Redes Sociais
Por decisão pessoal, o autor deste blogue não escreve segundo o novo Acordo Ortográfico.