uma a uma

UMA A UMA|"Ama Romanta 86/89" – Vários Artistas

Por em 8 Jun 2007
Numa recordação em vinil…
“Ama Romanta 86/89” é uma compilação que acompanha quatro anos da história editorial desta editora, percorrendo parte das suas edições até à data. Presença marcante no panorama musical nacional da década de 80, responsável pela edição de alguns dos discos mais importantes da moderna música portuguesa – seja lá o que isso for, este é, só por isso, um documento extraordinário.

Lado A
01 Pop Dell’Arte – “Pi Latão”; palavras para quê, é um tema que acompanha um dos momentos mais altos da carreira da banda de João Peste; “Free Pop” (1987) se faz favor!

02 Mler ife Dada – “L’Amour va bien, merci”; fabulosa recordação na voz da inigualável Anabela Duarte. Este é o single que abre as portas deste país – em definitivo e passe algum exagero – à magia dos Mler ife Dada (1986). Alternativo pop de eleição…

03 Anamar – “Roda”; produzido por Nuno Rebelo e incluído no maxi-single “Amar por Amar” (1986), “Roda” lançou as sementes de uma nova forma de cantar esta portugalidade. Fabulosa…

04 Jorge Ferraz – “Ó Foucault, o que é isso de chamarem Billy the Kid de menino assassino, não é Sara”; primeira presença de Jorge Ferraz nesta compilação, representa igualmente a primeira edição da Ama Romanta, a fantástica “Divergências” (1986). Aqui, como poesia em movimento…

05 Mão Morta – “Oub’lá”; será sempre e para sempre ‘a’ música dos Mão Morta – pessoalmente falando, entenda-se. Sempre. Sem palavras.

Lado B
06 Telectu – “Very good vibes”; saído do duplo-álbum “Camerata Elettronica” (1988), este “Very good vibes” é um périplo infindável pelas múltiplas texturas do som, da criação e recriação de novas fronteiras sonoras; tudo em grande vibração, em experimentação…

07 To Zé Ferreira – “More Adult Music”; fantástica experimentação, de alguma densidade cinematográfica, retirada do álbum “Música de baixa fidelidade” (1988). Aqui, numa electrónica exploratória com a voz do compositor norte-americano Rodney Waschka II a acompanhar em texto. Superior…

08 Nuno Canavarro – “Ultramarina”; retirado do importante “Plux Quba – Música para 70 Serpentes” (1988) do ex: Street Kids, é uma peça absolutamente hipnotizante, ambiental, afundada numa manto criativo de pequenas e etéreas experiências electrónicas.

09 Sei Miguel e os Santos da Casa F.M. – “Shark”; gravado ao vivo e retirado do álbum “Songs Against Love and Terrorism” (1989), é uma peça de free-jazz atirada ao ouvido sem aviso. Grande…

10 Santa Maria, Gasolina em Teu Ventre – “El Pasao”; grande hit de “Free Terminator/Falcão Solitário sem ser Distorção” – passe o exagero do hit, “El Pasao” é um marcante delírio sónico na história do novo rock luso. Com ou sem distorção; grande recordação.

Rodela Ama Romanta 86-89
“Ama Romanta 86/89” – Vários Artistas (Ama Romanta, 1990)

info Ama Romanta no Anos 80

TAGS
RELATED POSTS

DEIXE UM COMENTRIO

Rui Dinis
Portugal

Rui Dinis é um bi-pai 'alentejano' nascido em Lisboa no ano de 1970, dedicado desde Janeiro de 2004 à divulgação da música e dos músicos portugueses.

Disco da Semana
Os últimos…de há muito
Redes Sociais
Por decisão pessoal, o autor deste blogue não escreve segundo o novo Acordo Ortográfico.