chapa 7

Chapa 7 com JOE x ppl

Por em 5 Jul 2012

Projecto bracarense formado por Nuno Garcez Rodrigues (voz e guitarras), António Silva (guitarras), Victor Coelho (baixo) e Sérgio Faria (bateria e sampling), os JOE x ppl estão hoje em destaque por aqui. A trompa aplicou-lhes a Chapa 7.

Porquê Joe X Ppl? Qual a história por detrás do vosso nome?

O nome JOE x ppl tem influência na forma como vemos o mundo e que naturalmente nos inspira em parte das nossas canções. Sentimos que o mundo em que a nossa geração está inserida está inundado de uma série de barreiras que impedem e felicidade. As más decisões políticas das últimas duas décadas levaram ao status atual da sociedade, onde o esforço não é premiado de forma justa, onde manter um emprego saudável que permita padrões de felicidade aceitáveis de um individuo e da sua família é cada vez mais difícil e onde a maioria dos objetivos traçados implica um esforço enorme para a concretização. Sentimos que estamos a perder direitos e que o cumprimento das obrigações na sociedade está a aumentar, sem uma razão válida que não a má gestão de um país e de uma região em geral. Sentimos que na sociedade atual um individuo desconhecido (JOE aka Jonh Doe) tem que combater de forma desigual contra uma sociedade e uma estrutura geral de forma injusta. Sentimos que em vez de estarmos a trabalhar como um povo unido estamos a combater contra todos os outros que estão ao nosso lado num “destruction derby” onde mesmo que se ganhe, será difícil esquecer e curar as amolgadelas e as mazelas. De forma resumida sentimos que é necessário travar um combate desigual “contra tudo e contra todos” para manter os atuais padrões de felicidade. Basicamente o nome JOE x ppl retrata a luta diária do indivíduo contra as enormes forças negativas que o rodeiam.

Indiquem 3 palavras que vos definam como projeto musical?

Acho que as palavras União, Projeto e Mensagem são aquelas que melhor retratam o nosso projeto. “União” porque a relação de amizade e de trabalho em conjunto é a pedra basilar do nosso projeto. Cremos que a amizade e o compromisso entre os membros é a chave. “Projeto” porque desde o inicio que planeamos e definimos os passos a seguir pela banda. A conciliação das atividades da banda com a vida profissional e familiar obriga a que aproveitemos ao máximo o tempo que temos disponível e isso obriga-nos a antecipar/planear as nossas atividades de forma a tirarmos o máximo proveito do tempo que temos disponível. A nossa formação (todos os membros são licenciados/mestrados em Engenharia) e a experiencia nas nossas atividades profissionais também nos ajuda a encarar o projeto desta forma. A “Mensagem” é para nós o grande objetivo do projeto. A música, para além de entretenimento, é uma forma de comunicação. Escrevemos o que sentimos, as alegrias e frustrações. Abordamos temas de cariz social (Less 1), desabafos emocionais (Fytok) e evocamos dramas pessoais (1001), entre outros temas. Queremos que as pessoas sintam que não estão sozinhas e que há alguém que vê e sente os mesmos fenómenos. Não transmitimos uma mensagem de esperança, mas sim uma mensagem de que ninguém está sozinho. Queremos que as pessoas identifiquem pedaços das suas vidas dentro das nossas canções e que isso as faça refletir fora da solidão interior.

Existem nomes ou correntes musicais que sejam para vocês importantes influências? Quais?

As nossas influências são muito variadas. Nomes como Tool, Radiohead, Pearl Jam, Nirvana, Led Zeppelin, entre outros, preenchem o universo de influências dos membros do JOE x ppl. Acima de tudo achamos que o nosso segredo está na diferença e na qualidade do som. Gostamos e somos influenciados pelo som de grandes bandas e esse é o ponto comum que podemos destacar. Se nos fosse exigido um destaque único de influencia escolheríamos o som de guitarras da segunda metade da década de 70 e alguns dos sons grunge mais elaborado da década de 90, a década da nossa adolescência.

Para quem não vos conhece, que músicas aconselhariam a audição em primeiro lugar? Porquê?

Para uma primeira impressão aconselhamos a audição do tema 1001, disponível no novo website (www.joexppl.com), na nossa página facebook (link) ou no ReverbNation (www.revernation.com/joexppl). Em todos os sites podem encontrar a versão de estúdio e vídeos em live deste tema. É um tema que retrata um drama pessoal e onde é difícil ficar indiferente. Apesar do poema enigmático, estamos cientes que neste tema é possível perceber o detalhe de um acontecimento que mudou a vida de um casal de forma drástica.

Que sensações esperam que as pessoas retirem da audição da vossa música?

A identificação da nossa mensagem em detalhes da vida pessoal de cada um é para nós um marco importante. Se um espectador se sentir dentro de uma das nossas canções ou se sentir que há algo nas nossas palavras e sons que tem a ver consigo, para nós é já a satisfação de um dever cumprido. Queremos que as pessoas sintam que não estão sozinhas nas suas frustrações e que de uma forma ou de outra têm em nós a voz do seu interior. Não é nosso objetivo que cantam as nossas canções no chuveiro, queremos sim que sintam que estamos a por cá fora o que sentem dentro de si.

A mensagem é importante para vocês? O que esperam transmitir com as vossas palavras/músicas?

Sim, a mensagem, como já referido, é o ponto-chave daquilo que queremos ser. Queremos arrancar sentimentos de dentro das pessoas, expor em canções o que lhes vai lá dentro e as frustrações do dia-a-dia. Queremos desentupir o interior de cada um e revelar que sabemos e sentimos o mesmo que eles estão a sentir. São estes o objetivos das nossas canções, revelar o interior de cada um e sentir, que pelo menos num pequeno pedaço do nosso concerto, os espectadores sentem que estamos a revelar aquilo que eles escondem dentro deles e com que têm que viver cada dia das suas vidas.

E como vai ser o vosso futuro próximo?

Devido a alguns compromissos pessoais e profissionais tivemos que abrandar um pouco o ritmo nos meses de Julho e Agosto, tendo apenas uma aparição ao vivo agendada para o mítico Glamour em Viana do Castelo, no próximo dia 20 de Julho (link evento facebook). Estamos bastante otimistas em relação a este concerto tendo em conta que o Glamour é um espaço com enormes tradições na cena Rock, bastante conhecido e referenciado tanto em Portugal como no Norte de Espanha. Continuamos também a trabalhar na gravação, masterização e produção do nosso primeiro registo, um EP, que contamos que seja libertado no último trimestre do ano.

| ROCK | Ouvir JOE X ppl
www.joexppl.com
www.facebook.com/pages/JoexPpl/307764705916772

TAGS
RELATED POSTS

DEIXE UM COMENTRIO

Rui Dinis
Portugal

Rui Dinis é um bi-pai 'alentejano' nascido em Lisboa no ano de 1970, dedicado desde Janeiro de 2004 à divulgação da música e dos músicos portugueses.

Disco da Semana
Os últimos…de há muito
Redes Sociais
Por decisão pessoal, o autor deste blogue não escreve segundo o novo Acordo Ortográfico.