curtas Featured

Miguel Rodrigues & Claminus sobre “InQuietudes – Tributo a Fernando Pessoa”

Por em 15 Jul 2015

mig_rodrigues_claminus

Miguel Rodrigues, os Claminus e Fernando Pessoa. Foi em torno deste trio que nasceu em fins de 2014 o disco “InQuietudes – Tributo a Fernando Pessoa”. Esta é a curta sobre esse disco:

Numa frase apenas, quem são Miguel Rodrigues & Claminus?
São músicos vindos dos mais variados contextos performativos e académicos, com experiências musicais tão diversas que dão ao grupo um sabor a pop, rock, jazz, e clássico.

Um adjectivo que caracterize a música de Miguel Rodrigues & Claminus?
Inesperada/imprevisível.

Porquê o título de “InQuietudes – Tributo a Fernando Pessoa” para o novo disco?
Por si só, os Claminus são músicos inquietos, numa procura constante da fusão perfeita, fruto das experiências musicais de cada um. Por outro lado, a poesia de Pessoa, é tão inquieta, quanto a alma de quem procura sempre algo novo e diferente. Assim são os Claminus, em busca da sua identidade musical e da sua própria música.

Em duas ou três linhas, como se caracterizaria o novo disco?
Um deambular constante ao sabor da poesia. A dinâmica dos poemas e a música caminham de mãos dadas, expressando em música as melhores palavras de Pessoa. Passamos do ritmo do rock à serenidade da balada, passando pelo jazz e outras influência, com uma voz que nem é operática nem deixa necessariamente de o ser.

Qual a faixa que melhor encarna o ‘espírito’ de “InQuietudes – Tributo a Fernando Pessoa”? Porquê?
Talvez “Mar Portuguez”. Pelo groove de princípio ao fim da música, a forma quase “jazística” como tocamos, sem abandonar o pop ou rock. A voz, essa, dá à música o tom épico que merece, porque se “valeu a pena?” “Tudo vale a pena se a alma não é pequena!”.

Uma razão muito forte para ouvir o novo disco?
Porque quem o ouve pela primeira vez, quer ouvir de novo!

mrclaminus

O que esperar de Miguel Rodrigues & Claminus ao vivo?
Um constante dinamismo em palco, entre os músicos, e para com o público, capaz de agarrar a atenção de quem ouve. Um espectáculo em que a poesia (cantada ou falada) e a música são um só! Por outras palavras, inesperado e audacioso.

Como vão ser os próximos tempos de Miguel Rodrigues & Claminus?
Estrada e palco. É a vontade de quem faz parte dos Claminus. Apresentar o trabalho pelo país, e além fronteiras, levando o nosso património, musical e literário o mais longe que o caminho permitir. Naturalmente, já pensamos no próximo trabalho a gravar e já vão surgindo ideias, pelo que se espera um novo disco nos próximos tempos.

Ano de Formação
2014

Localidade
Albergaria-a-Velha

Composição da Banda
Miguel Rodrigues – Piano e Voz
Cláudio Vaz – Piano, Orgão e Sintetizadores
Fábio Rocha – Baixo
Luís Carvalho – Guitarra
Luís Fernandes – Bateria
Tiago Martins – Saxofone

TAGS
RELATED POSTS
1 Comentrio
  1. Patricia Valente

    16 Jul 2015

    Olá
    Vi o espectáculo que deram com a Simone de Oliveira no Teatro Aveirense e outro espectáculo que deram no Quartel das Artes em Oliveira do Bairro e gostei muito de ambos. O curioso e o que sobressaiu é que apesar de ser o mesmo álbum o espectáculo era totalmente diferente. Muito bons músicos. Vale mesmo a pena seguir a carreira deles.

DEIXE UM COMENTRIO

Rui Dinis
Portugal

Rui Dinis é um bi-pai 'alentejano' nascido em Lisboa no ano de 1970, dedicado desde Janeiro de 2004 à divulgação da música e dos músicos portugueses.

Breves do Twitter
PUB
Redes Sociais
Por decisão pessoal, o autor deste blogue não escreve segundo o novo Acordo Ortográfico.