em síntese

EM SÍNTESE|”Fado que te amo” – Dâna

Por em 17 Mai 2009

Entre novos fados e fadistas novos, Dâna é uma nova fadista.  Não carrega consigo esse propalado novo fado, mais melódico e trabalhado, traz antes essa juventude capaz de agarrar o fado de sempre com mãos de agarrar. Dâna encaixa na perfeição nessa ideia. Não estamos a falar de um novo fado, estamos a falar de novos fadistas.
“Fado que te amo”; assim se chama o novo álbum de Dâna, o sucessor de “Sei Finalmente” (Espacial), disco editado em 2008. Lê-se no press release que este reflecte o seu reencontro como artista e como fadista – percebe-se. Um reencontro com o fado de sempre; um fado enxuto, despido de enfeites, apenas protegido pela guitarra portuguesa de João Chitas e pela viola de José Simões.  Um fado bem protegido pela voz de Dâna. “Fado que te amo” é castiço, é o fado da vadiagem, seco e aberto ao mundo. O repertório não engana e desvenda novas ideias sobre fados tradicionais como o fado alexandrino, o fado das horas ou o fado menor, passando por referências como Max, Alfredo Marceneiro e Frederico Valério – também com poemas de Dâna.  Soçobramos face a essa clássica tristeza, das noites de choro, da saudade , do ciúme e do amor,  temas que fazem a história de “Fado que te amo”; a história do fado. É uma pequena homenagem numa viagem profunda e sentida.
Com alma e segurança, Dâna mostra-nos um fado bem presente, com o passado às costas e  os olhos no futuro.

ouvir

capa de Fado que te amo
“Fado que te amo” – Dâna (Espacial, 2009)

01 Noite
02 Fado Do Ciúme
03 Que Te Amo
04 Saudades De Júlia Mendes
05 Confesso
06 Maldição
07 Borda De Água Dos Meus Olhos
08 Saudades De Ti
09 Fado Alexandrino
10 Amor Que Chega Ao Luar
11 Acho Inúteis As Palavras

género: fado
sítio

TAGS
RELATED POSTS

DEIXE UM COMENTRIO

Rui Dinis
Portugal

Rui Dinis é um bi-pai 'alentejano' nascido em Lisboa no ano de 1970, dedicado desde Janeiro de 2004 à divulgação da música e dos músicos portugueses.

Disco da Semana
Os últimos…de há muito
Redes Sociais
Por decisão pessoal, o autor deste blogue não escreve segundo o novo Acordo Ortográfico.