nota de imprensa

[nota de imprensa] João Garcia Barreto apresenta “Refúgio”

Por em 8 Abr 2015

refugio

O novo cantautor português, João Garcia Barreto apresenta hoje o seu primeiro disco, Refúgio. A partir de 7 de Abril Refúgio está disponível nas lojas em CD. O album também pode ser ouvido no Spotify, ou pode ser adquirido em plataformas digitais como iTunes.

O Refúgio tem uma sonoridade ligada ao Pop, Rock, Blues, Gospel e Jazz. O álbum Refúgio inclui temas de intervenção e de amor, o que permite mover e comover as pessoas. Foram escritos com rebeldia, liberdade e utopia. Trata-se de um projecto empreendedor e privilegia a poesia portuguesa em forma de canção. O tema “A loucura da ilusão” é o single de avanço.

João Garcia Barreto, lisboeta com raízes na região de Belmonte, teve o seu primeiro contacto com a música através do avô materno que era acordeonista. Assume-se como um músico autodidacta, foi teclista do projecto musical do lendário guitarrista Filipe Mendes (Phil Mendrix), cujo artista foi fundador dos Chinchilas e Roxigénio e é músico convidado das bandas de Manuel João Vieira (Ena Pá 2000 e Irmãos Catita). Com a Phil Mendrix’s Band, teve a oportunidade de tocar com vários músicos e estilos musicais que variam entre o Rock, Blues, Fusion e Jazz. Foi um dos músicos convidados do concerto dos 50 anos de carreira de Phil Mendrix, onde participaram, ainda, outros músicos reconhecidos, nomeadamente Jorge Palma, Tomás Pimentel, Manuel João Vieira, Camané, Filipe Larsen, Fernando Girão, entre outros.

Refúgio é a sua primeira aventura a solo, um projecto pessoal e intimista que aliada as diferentes influencias da vivência de João Garcia Barreto.

TAGS
RELATED POSTS
1 Comentrio
  1. olinda de freitas

    9 Abr 2015

    já não era sem tempo. :-)

DEIXE UM COMENTRIO

Rui Dinis
Portugal

Rui Dinis é um bi-pai 'alentejano' nascido em Lisboa no ano de 1970, dedicado desde Janeiro de 2004 à divulgação da música e dos músicos portugueses.

Breves do Twitter
PUB
Redes Sociais
Por decisão pessoal, o autor deste blogue não escreve segundo o novo Acordo Ortográfico.