novidades

Miguel Araújo – “Cinco Dias e Meio”

Por em 24 Mai 2012

Está na rua o álbum de estreia de Miguel Araújo; também conhecido a solo como Mendes ou como Miguel AJ n’Os Azeitonas.

Gravado em cinco dias e meio, o disco chama-se assim mesmo, “Cinco Dias e Meio”. Composto por 11 novos temas, o disco foi lançado em três formatos diferentes: “Edição Standard” (11 temas); “Edição Digital” (11 temas); “Edição Especial” (digipack de CD + DVD-extra com 11 videoclips). A realização dos videoclips do DVD-extra e gravação de comentários ficou a cargo de André Tentúgal.

Das vezes em que dou em ouvir música minha, ouço as maquetes. Mais do que as gravações oficiais, em estúdio. São mais fiéis, talvez. Muitas vezes o ofício do estúdio resulta, mesmo que uma pessoa não queira, em afastar as canções da sua traça original. E ainda por cima dá um trabalhão. E depois uma pessoa ouve e lembra-se onde estava quando gravou, quantos takes foram até que aquilo ficasse direito, refaz na cabeça as artimanhas de computador que aquilo envolveu… Então a ideia era muito simples: gravar estas músicas num estúdio, mas como se estivesse em casa a acabar de fazê-las. Guitarra e voz, só, e as duas coisas tocadas ao mesmo tempo, como a gente faz em casa. Então era fácil, ficava tudo resolvido numa tarde. Voz e guitarra, e o ouvinte que imaginasse o resto por cima. Só que havia por lá uma bateria, um piano, um farfisa, várias guitarras…e a certa altura essa tarde já ia em três dias. No fim, cinco dias e meio. Mas acho que mantive a minha fidelidade inicial à ideia de gravar como se estivesse a tocar em casa. Comecei por gravar voz e guitarra, e depois fui acrescentando até ao ponto em que já se estava mesmo a ver que estava pronto. No fim de tudo toquei bateria por cima, como se estivesse a acompanhar uma música com as mãos a tamborilar no tampo da mesa. Foi fácil de fazer assim. Tão fácil como as músicas que aqui estão, que nada têm em comum entre si a não ser o facto de terem sido as que menos trabalho me deram a fazer. Estas são aquelas que eu apontei em rascunho para mais tarde acabar, e passado uns tempos percebi que já estavam prontas. Por essa razão, talvez sejam as que são mais “minhas”, no sentido em que eu não me meti no caminho delas.” (Miguel Araújo)

Miguel Araújo é responsável por toda a produção, arranjos e instrumentos, exceptuando a bateria de Zé Nando Pimenta em “Fizz Limão”. Os Maridos das Outras” é o primeiro single a ser retirado do disco.

Miguel Araújo – “Cinco Dias e Meio” (EMI, 2012) | POP | Ver e Ouvir Miguel Araújo
www.miguelaraujojorge.com
www.facebook.com/miguelaraujojorge

TAGS
RELATED POSTS

DEIXE UM COMENTRIO

Rui Dinis
Portugal

Rui Dinis é um bi-pai 'alentejano' nascido em Lisboa no ano de 1970, dedicado desde Janeiro de 2004 à divulgação da música e dos músicos portugueses.

Breves no Twitter
PUB
Redes Sociais
Por decisão pessoal, o autor deste blogue não escreve segundo o novo Acordo Ortográfico.