Featured olhares

Resistir com os Contracorrente

Por em 29 Jan 2014

contracorrente

Dos palcos para o disco, numa curta mas intensa homenagem à música de intervenção e aos seus autores. É assim o disco de estreia dos Contracorrente, um EP homónimo lançado em fins de 2013 com  selo da d’Eurídice. Um disco que traz para a actualidade nomes e sons da resistência, da liberdade, temas como “A morte saiu à rua” de José Afonso, “Maré Alta” de Sérgio Godinho, “Txoria Txori” do basco Mikel Laboa, “Canción del Derrumbe Índio” do argentino Fernando Figueredo Iramain e “El derecho de vivir” do chileno Victor Jara. Mas não se trata de uma mera recordação, é antes a assumpção da intemporalidade destes cinco temas e das realidades que abordam. Como tudo continua a fazer sentido. Mais ainda quando se sente a entrega e a sinceridade com que o grupo formado por  Sara Vidal (voz), Miguel Calhaz (contrabaixo), Gil Abrantes (saxofone), André Cardoso (guitarra), Rui Silva (percussão) e Manuel Maio (bandolim, violino e direcção musical) se entrega à música. Dos palcos para o disco, com talento, numa intensidade que se mantém intacta. É hora de resistir com os Contracorrente na alma. [WORLD MUSIC | OUVIR]

[rwp-review id=”1″]

Mais informação em http://a-trompa.net/factor-t

TAGS
RELATED POSTS

DEIXE UM COMENTRIO

Rui Dinis
Portugal

Rui Dinis é um bi-pai 'alentejano' nascido em Lisboa no ano de 1970, dedicado desde Janeiro de 2004 à divulgação da música e dos músicos portugueses.

Disco da Semana
Artigos Recentes
Redes Sociais
Por decisão pessoal, o autor deste blogue não escreve segundo o novo Acordo Ortográfico.