especial Featured

[Especial Rodrigo Amado] Rodrigo Amado Motion Trio com Peter Evans em “The Freedom Principle”, 2014

Por em 4 Jan 2016

Depois de “Live in Lisbon”, “The Freedom Principle” é o segundo disco lançado por Rodrigo Amado em 2014. O trompetista Peter Evans foi de novo o convidado especial:

thefreedomprinciple

Rodrigo Amado Motion Trio featuring Peter Evans – “The Freedom Principle” (NoBusiness Records, 2014)

The Freedom Principle foi gravado dois dias depois do concerto que deu origem a Live in Lisbon. Inicialmente tínhamos estúdio marcado para o dia seguinte ao concerto, mas quando lá chegámos o meu estado de cansaço (esgotamento mesmo), físico e mental, era tão grande que ao fim de alguns minutos decidi interromper a sessão e cancelar o dia de estúdio. O que aconteceu (nunca antes tinha cancelado uma gravação e espero não voltar a acontecer) mostra bem a violência do nosso primeiro encontro com o Peter. Como tínhamos um segundo dia marcado, acabou por não ser grave. Aproveitámos e fomos passear para a praia, comer e beber, e divertirmo-nos que nem uns loucos. A sensação foi idêntica áquela que tínhamos quando éramos putos e um professor faltava num dia de exame. No dia seguinte estávamos descansados e super focados. O desafio e acontecimentos do Maria Matos tinha-se transformado em conhecimento, em desenvolvimento pessoal e musical. Sentíamos realmente que algo tinha mudado. A sessão correu super bem e tocámos alguma da música mais incrível que fizemos até hoje. No dia seguinte organizámos um jantar de despedida em minha casa e convidámos o Nobu (Nobuyasu Furuya), um saxofonista japonês, também cozinheiro, que viveu algum tempo em Lisboa, para se juntar a nós. Como somos todos fixados em comida picante (e descobrimos que o Peter também era) ficou combinado que era eu e o Nobu a cozinhar, algo que fosse PICANTE. O Nobu apareceu lá em casa com uma caixa quadrada, linda (elegância nipónica), dividida em três tabuleiros com três pratos vegetarianos diferentes, cada um mais picante que o outro. A única vez que comi algo tão picante, foi também cozinhado pelo Nobu, em casa do Pedro Sousa. Mas nesse dia, depois da intensidade dos dias de concerto e estúdio, aquilo estava a saber-nos mesmo bem. Depois da carne que eu tinha cozinhado, também com muitos zeros na escala de Scoville, havia em cima da mesa alguns pimentos vermelhos (do tamanho de um dedo) que o Nobu tinha trazido para nos mostrar o que utilizava para cozinhar. De repente, o Peter pega num desses pimentos, coloca-o ao pé da boca e desata a gritar, “Pepper pact, pepper pact”!!, olhando para nós com ar de desafio. Só ao fim de algum tempo percebemos que a ideia era cada um de nós comer um daqueles pimentos, inteiro, como forma de assinalar um pacto. A ideia era aterradora mas suficientemente poética para nos convencer. E o impensável aconteceu – cada um de nós comeu, inteiro, um dos pimentos mais picantes do planeta. Íamos morrendo. Ficámos super vermelhos, com convulsóes, sem conseguir falar. O Miguel Mira, que é o mais sensível e nem é louco por picante, desapareceu durante largos minutos. Acabou por ser uma experiência incrível que aprofundou os laços com o Peter e nos deixou alguma vontade de repetir, pelo menos a mim e ao Gabriel. Nesse ano (2013), o Motion Trio tocou com o Jeb Bishop, no Hot Clube, com o Luís Lopes, no Festival de Jazz de Liubliana, com o Steve Swell, no Festival do Avante, e com o Sei Miguel, numa celebração de três dias da loja da Trem Azul, e em todas essas ocasiões sentimos a força transformadora que tinha ficado do encontro com o Peter. Quando nos juntámos de novo, em Março de 2015, para uma tour Europeia que passou por alguns dos mais importantes clubes europeus como o Cafe Oto, em Londres, Jazzhouse, em Copenhaga, ou o Pardon To Tu, em Varsóvia, parecia que nunca tínhamos deixado de tocar juntos.

Rodrigo Amado

[ OUVIR 1 | OUVIR 2 ]

Artigos anteriores:

2002 Lisbon Improvisation Players ‎– “Live_LxMeskla” (Clean Feed) Ler

2003 Rodrigo Amado, Carlos Zíngaro e Ken Filiano – “The Space Between” (Clean Feed) Ler

2004 Lisbon Improvisation Players – “Motion” (Clean Feed) Ler

2006 Lisbon Improvisation Players – “Spiritualized” (Clean Feed) Ler

2006 Rodrigo Amado, Kent Kessler e Paal Nilssen-Love – “Teatro” (European Echoes, 2006) Ler

2007 Rodrigo Amado, Carlos Zíngaro, Tomas Ulrich e Ken Filiano – “Surface” (European Echoes, 2007) Ler

2009 Rodrigo Amado, Kent Kessler e Paal Nilssen-Love – “The Abstract Truth” (European Echoes, 2009) Ler

2009 Rodrigo Amado – “Motion Trio” (European Echoes, 2009) Ler

2010 Rodrigo Amado, Taylor Ho Bynum, John Hébert e Gerald Cleaver – “Searching for Adam” (Not Two Records) Ler

2012 Rodrigo Amado Motion Trio featuring Jeb Bishop – “Burning Live at Jazz ao Centro” (JACC Records) Ler

2013 Rodrigo Amado Motion Trio featuring Jeb Bishop – “The Flame Alphabet” (Not Two Records) Ler

2014 Rodrigo Amado Motion Trio featuring Peter Evans – “Live in Lisbon” (NoBusiness Records) Ler

TAGS
RELATED POSTS

DEIXE UM COMENTRIO

Rui Dinis
Portugal

Rui Dinis é um bi-pai 'alentejano' nascido em Lisboa no ano de 1970, dedicado desde Janeiro de 2004 à divulgação da música e dos músicos portugueses.

Disco da Semana
Artigos Recentes
Redes Sociais
Por decisão pessoal, o autor deste blogue não escreve segundo o novo Acordo Ortográfico.